quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ladrão de Cadáveres, Patrícia Melo

O Romance de Patrícia Melo foi lançado em 2010 pela editora Rocco. Esse é o oitavo livro da escritora paulistana. A obra é narrada em primeira pessoa. Tem como ambiente a cidade de Corumbá no Mato Grosso. O narrador conta como saiu de uma vida estressada em São Paulo e envolveu-se em um caso complicado: “A verdade é que podemos caminhar até determinado ponto. Dali para frente é sorte”. O leitor acompanha a narração do protagonista que revela como sequestrou um cadáver.

Uma das mais comentadas escritoras da atualidade, Patrícia Melo, reitera seu gosto pelo estilo policial. A autora escreve com maturidade. Com frases curtas e texto claro ela desenha o enredo. Um texto que aguarda a visão de um diretor para ganhar as telas de cinema.

É perceptível no texto a ideia que a autora emprega que a essência do homem é má. O narrador conta como é fácil corromper-se e como é difícil fazer o bem. O texto disserta também sobre os ritos da morte e a necessidade de exercê-los: “A verdade é que os mortos precisam morrer de verdade. Precisam ser colocados no caixão e enterrados. Ou incinerados. Você tem que estar lá quando jogarem a última pá de areia”. Porque “Enquanto não enterramos os mortos, os vivos ficam lá, sangrando. Acabam conosco os mortos”.

IMAGEM:
http://2.bp.blogspot.com/_LMUMsyyLT5E/TUIKuiiJhHI/AAAAAAAAAF8/vh1kDf5ymuw/s1600/Bafafaffafdfafdasfafa.jpg








Nenhum comentário:

Postar um comentário


Vai comentar?

Escreva algo construtivo, mostre que tem algo a contribuir!

Reclamações, dúvidas ou sugestões também são bem vindas...

Agradeço a colaboração